Carrinho cheio de compras em caixa vazio: crie o checkout perfeito na loja virtual

O processo de finalizar a compra no comércio eletrônico, chamado de checkout, precisa ser simples, fácil e indolor. Não pode ser um entrave na vida dos que visitam o site, porque eles não precisam de muito para abandonar o carrinho. Um estudo realizado pela Marketing Sherpa observou que 60% dos potenciais clientes desistem antes de concluir a compra. Dura realidade.

Quando você vai ao supermercado e chega ao caixa com um carrinho abarrotado, não vai desistir e largar todos os produtos no meio do corredor só porque a fila está grande. Já investiu muito de seu tempo para selecionar aqueles itens. Por outro lado, se quiser apenas uma garrafa de água, vai desistir imediatamente.

A compra on-line é semelhante a essa segunda situação, já que exige menos empenho de tempo e esforço e pode ser interrompida em um piscar de olhos. E-commerce pede uma experiência confortável de compra.

Quanto mais fluido e elegante for o checkout, menos o cliente vai notar os detalhes que facilitam su passagem pelo caixa virtual. Simplificar ao máximo o processo, melhorar a navegação e o visual das páginas e manter o comprador a par de informações como telefone para contato, etapa do processo em que ele se encontra, custo do frete e prazo de entrega são providências que podem ajudar os carrinhos de compra a chegar até a reta final.

Procure conhecer seu público e personalizar seu serviço para que ele se sinta à vontade. Tenha em mente o que motiva os visitantes de seu site a comprar e faça tudo o que puder para ajudá-los a concretizar esse desejo. Crie formas de avaliar os resultados para aperfeiçoar o processo. Melhore o checkout de seu site com as boas práticas:

  • Facilite o cadastro
  • Permita cadastro pelas redes sociais (log in social)
  • Mostre o passo-a-passo do percurso da compra e a etapa que está em curso
  • Permita que o comprador se registre como visitante
  • Guarde as informações já oferecidas
  • Informe o custo do frete antes do início da compra
  • Exiba uma foto clicável do produto
  • Mostre com destaque um telefone de contato gratuito
  • Informe o custo total à vista
  • Ofereça um resumo total da compra incluindo frete e qualquer custo extra
  • Invista na usabilidade e nas boas práticas de design
  • Inclua resenha de usuários e conteúdo exclusivo sobre o produto
  • Coloque as instruções no lugar certo
  • Trate com carinho do botão “Comprar”
  • Resumo de toda a compra
  • Frete, imposto e qualquer custo extra antes de finalizar a compra. Também é
  • importante um botão para imprimir (printer friendly)
  • Prepare uma vitrine com forte apelo visual
  • Cuide da exibição em tablets e celulares
  • Faça testes

1- Facilite o cadastro

Essa é burocracia da qual todo comprador gostaria de escapar. Solicite apenas as informações necessárias. Se o cliente achar o site difícil, confuso ou desatualizado, ele vai embora. Respeite o tempo e a paciência do visitante e não peça para ele se cadastrar antes que se decida pela compra. Para ele, criar um log in e senha só para passear por um endereço é fator de dispersão.

Caso peça seu o número de seu celular, deixe claro que essa informação será útil ao processo de alguma forma, permitindo o recebimento de mensagens sobre a entrega do produto, por exemplo.

O formulário deve ser linear e não exceder quatro páginas. Não crie um fluxo paralelo ao do processo. O cliente fica confuso quando vai para uma página alternativa para informar, por exemplo, um endereço de entrega diferente do endereço do comprador. Ao retornar, ele pode ter a impressão de que não está na etapa correta ou que perdeu tudo o que já preencheu. Guarde as informações já oferecidas.

2- Permita log in pelas redes sociais

Checkout não é algo para para inovar por inovar. O padrão estabelecido é conhecido pelo cliente e pode ser o mais fácil de usar. O registro por meio de redes sociais como Facebook, Google, Linkedin e Yahoo simplificam o processo. Dados do Monetate mostram que 40% dos compradores preferem usar o log in social a preencher um cadastro do zero.

3- Mostre o passo-passo-da-compra

É importante informar em que etapa da compra o cliente se encontra e quantas etapas ainda o aguardam. Isso é fundamental para quem chega na página por meio de buscadores, é preciso situar esse visitante. Você pode usar breadcrumbs para mapear as etapas. O termo em inglês significa literalmente migalhas de pão, como aquelas que João e Maria dos contos de fada usaram para marcar o caminho percorrido. É um mapa de navegação simples e eficiente quando disposto no topo da página.

4- Deixe seu telefone de contato bem visível

Alguns visitantes ainda preferem comprar por telefone ou, pelo menos, sentem maior confiança quando o número de contato está bem à vista. Um teste A/B do LessEverything mostrou que o telefone de contato bem visível aumenta em 1,8% a conversão de visitantes em clientes. O ideal é oferecer ligações gratuitas.

5- Informe o preço do frente prazo de entrega antes do início da compra

Dê a opção de inserir o CEP para saber custo do frete e prazo de entrega. Frete que excede em 10% o valor do produto é fator que restringe a conversão. Pense em uma estratégia para oferecer frete grátis – a partir de uma determinado valor ou em um prazo mais longo, por exemplo.

6- Crie uma vitrine interessante para seu produto

A fase das fotos sem graça e de baixa qualidade ficou para trás. Você pode oferecer imagens tridimensionais, efeitos de zoom, galeria de fotos de detalhes, cores, modelos. Não copie a descrição do fabricante. Pense em seu público-alvo e converse na língua dele com textos interessantes e informativos. Exiba uma foto clicável do produto com descrição e informações técnicas a seu respeito.

7- Ofereça um resumo total da compra incluindo frete e qualquer custo extra

Ninguém quer descobrir no caixa um custo inesperado.

8- Use um sistema de recomendação para aumentar as vendas

Quem comprou esse produto também gostou deste aqui: a recomendação para vendas cruzadas no checkout é uma recurso que incrementa a conversão. Um estudo da CompUSA and iPerceptions mostra que 63% dos consumidores ficam mais inclinados a comprar de um site quando ele traz avaliações e resenhas de outros consumidores.

A maioria dos algoritmos de recomendação utilizam o histórico e o perfil do comprador para extrair sugestões. Se você preferir algo mais simples, some seu conhecimento sobre o negócio ao que pode apurar por meio das estatísticas de seu site para sugerir outros itens de sua loja.

9- Cuide do design das páginas e do botão “comprar”

Pense no cliente-modelo como a pessoa mais desatenta do mundo. Para ele, o botão comprar deve estar bem visível, em uma cor saturada, disposto em lugar nobre e distante de grandes manchas de texto, com muito espaço vazio à sua volta para ficar em destaque. Ele é o elemento mais importante de sua página.

10- Segurança igual a satisfação: mantenha o cliente informado

Avise o cliente sobre o andamento da compra. Use e-mail ou sms quando receber o pedido, aceitar a transação ou enviar o produto para a transportadora. Forneça o número do pedido para que ele possa consultar estas mesmas informações pelo próprio site, por telefone ou mesmo chat.

Dê as informações conforme elas sejam necessárias. De nada adianta colocar tudo em uma única página ou área na esperança de que o cliente leia tudo e se lembre dos detalhes durante o processo.

Capriche nas mensagens de erro para que elas não afastem o possível comprador. Crie mensagens simpáticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *