Das Park: um hotel que usa tubulões de cimento

Em Ottensheim, cidade austríaca às margens do Danúbio, prossegue até outubro uma experiência diferente de hospedagem, criada pelo designer Andreas Strauss. É dirigida a espíritos e bolsos despojados. O Das Park Hotel oferece lençóis, cobertor, cama de casal e uma tomada para recarregar eletrônicos e em troca pede aos hóspedes que paguem somente o que […]

Continuar lendo


Blogs selvagens x credibilidade

Muita gente pergunta sobre a credibilidade nos blogs: como é que fica? Dá para confiar na informação? De vez em quando eu paro, escrevo um pouquinho sobre o assunto e continuo a tocar o barco.
Esta semana finalmente consegui responder a uma entrevista, ou a parte dela, que me aguardava na lista de tarefas. Enviada pelo […]

Continuar lendo


80% navegam em comunidades

Você quer avisar a galera pelo Twitter, concentrar tudo no Facebook ou ouvir música no MySpace? Suas fotos estão no Flickr? Você foi ao YouTube? Postou no Podomatic? Guardou no Delicious? Verificou na Wikipedia? Viu no Digg, Slashdot ou no Overmundo? Como eu, você ainda recebe novos convites para ser amigo de alguém em seu […]

Continuar lendo


Interior vem a São Paulo: música e patas

No Memorial da América Latina e no Parque da Água Branca, samba no pé, bate-lata e uma cavalhada.

Os vídeos feitos durante o evento de cultura popular “Revelando São Paulo”, nos dias 15 e 16 de setembro, marcam a estréia aqui do plugin WordTube, dica foi do professor Rogério da Costa. É complicado de instalar, mas […]

Continuar lendo


A dinâmica da rede no Flickr e no Yahoo 360

O texto Social Networks and Group Formation, de Shiv Singh, fala de uma pesquisa feita em 2006 por Kumar, Novak e Tomkins a respeito das relações dentro do Flickr e Yahoo 360.

Eles descobriram que essas redes seguem padrões de crescimento, principalmente – rápido no início, seguido por um período de declínio e […]

Continuar lendo


Mapas de redes sociais

Como é difícil representar visualmente as redes sociais. Comentei isso ainda semana, depois de participar de uma aula onde o graus de comprometimento do indivíduo com uma comunidade foram organizados primeiro em forma de tabela e depois, de círculos concêntricos.
Uma dica da Lu Terceiro traz alternativas bem interessantes no Visual Complexity:

São alguns exemplos que fogem […]

Continuar lendo